Novidades

Casa da Moeda: Saiba o que é e como funciona

por Flavia Rozinholli 7 de fev de 2022

Saiba todos os detalhes sobre a Casa da Moeda!

A Casa da Moeda do Brasil (CMB) é uma conhecida empresa responsável por efetuar a emissão monetária do nosso país, ou seja, é ela quem imprime o dinheiro que circula na economia brasileira e também executa outras funções muito importantes.

Anúncios



A criação deste órgão ocorreu em 1694 no Brasil Colônia por governantes portugueses com o intuito de fabricar moedas com o ouro provindo das minerações. Dessa forma, foi possível eliminar a escassez de moedas no país, já que as únicas em circulação até então eram de Portugal.

O Banco Central se trata de um órgão federal que atua em conjunto com a CMB, tendo algumas funções imprescindíveis para seu funcionamento geral. Para obter um maior conhecimento a respeito deste assunto, continue acompanhando nosso post!

Entenda como funciona a Casa da Moeda

Conforme já mencionado anteriormente, a Casa da Moeda do Brasil é a empresa responsável pela impressão do dinheiro brasileiro, porém tal órgão também desempenha algumas outras funções como:

  • Produz moeda metálica e papel-moeda;
  • Fabrica moedas comemorativas e medalhas;
  • Imprime selos postais, fiscais e federais;
  • Fabrica certidões, passaportes, diplomas, entre outros documentos com um sistema de segurança semelhante.

Vale ressaltar também, que a CMB mantém atividades referentes ao controle fiscal e também pode efetuar a venda de moedas comemorativas, de forma que estas são autorizadas pelo Banco Central de acordo com as quantidades determinadas.

Anúncios



Ligação entre a CMB e o Banco Central

O Banco Central do Brasil é um dos órgãos públicos mais importantes existentes da atualidade, já que a sua função principal é ditar os rumos da economia nacional e fazer com que o sistema funcione de forma devida.

É o Banco Central que é responsável pela emissão, controle e distribuição do dinheiro, sendo este mesmo órgão que determina a quantidade e frequência da emissão. Também é sua responsabilidade o estabelecimento das políticas monetárias aplicadas no Brasil.

Sendo assim, a Casa da Moeda imprime as cédulas e cunha moedas conforme solicitação oficial do Banco Central através de um dos maiores complexos de gráficas, que possui uma das seguranças mais eficientes do mundo.

Um pouco mais sobre a história da CMB

A Casa da Moeda do Brasil já acumula 327 anos de existência e foi criada a princípio com o intuito de se resolver o problema da circulação de riquezas na época do Brasil colonial, já que havia apenas dinheiro estrangeiro circulando pelo país.

Anúncios



Dessa forma, a CMB viabilizou a cunha de moedas dentro do território brasileiro, sendo originalmente instalada em Salvador. Hoje, tal órgão se encontra situado no Rio de Janeiro, havendo uma breve passagem por Recife em um ponto específico da história.

A CMB atualmente tem capacidade para atender tranquilamente ao meio circulante nacional, já que há capacidade em operar em até três turnos de trabalho. Tal processo envolve profissionais das áreas de produção, como design, engenharia de produto e técnica.

Como é a CMB hoje

Conforme foi ocorrendo a expansão da economia brasileira, a demanda sobre a Casa da Moeda se tornou cada vez maior. A partir disso, o complexo industrial presente no bairro de Santa Cruz, na Zona Oeste do Rio de Janeiro, é um dos maiores do mundo.

No total, o local possui mais de 120 mil metros quadrados e nele está devidamente instalado o parque gráfico, que é composto por três fábricas e equipado com impressoras até então responsáveis pela confecção do capital.

Segundo a própria CMB, tais equipamentos contam com excelente tecnologia e têm capacidade de produzir anualmente cerca de 3 bilhões de cédulas, 8 bilhões de selos fiscais, 4 bilhões de moedas e 3 milhões de passaportes.

Ao faltar dinheiro, basta imprimir mais?

Hoje em dia é muito comum que diversas pessoas pensem que quando a economia está em baixa bastará imprimir mais dinheiro para que tal problema se resolva, porém esta é uma visão amplamente equivocada e aqui explicaremos o por quê.

A impressão de moeda deve ocorrer de forma gradual e orgânica. Quando a economia está em alta, os investimentos e a produção crescem, de forma que as riquezas também, sendo comum que apareça mais dinheiro em circulação.

Caso a Casa da Moeda produza dinheiro desenfreadamente, isso irá levar ao aumento generalizado de preços e desvalorização direta do real. Sendo assim, haveria um enorme descontrole da economia e perda de credibilidade internacional.

Um pouco sobre a fabricação do dinheiro

Conforme já dito anteriormente, a Casa da Moeda possui preparação estrutural e técnica para atender toda a demanda de moedas do meio circulante do Brasil, de forma que o dinheiro passa por um processo criterioso de fabricação.

De uma forma resumida, o processo de fabricação do dinheiro passa pelas etapas de cunhagem, contagem e por fim, embalagem. O órgão ainda fabrica produtos na área metalúrgica, como medalhas comemorativas, moedas, comendas e distintivos.

No caso destes últimos itens mencionados, o material utilizado inclui metais nobres como por exemplo prata, ouro e outras ligas.

Flavia Rozinholli

Graduada em Medicina Veterinária, apaixonada por escrita, linguagem e comunicação. Experiência em marketing digital e em redação publicitária para conteúdos de diversos assuntos.