Novidades

Está precisando de uma renda extra todo mês? Veja como montar uma carteira de investimentos

por Flavia Rozinholli 1 de abr de 2022

Dicas importantes para começar a sua carteira de investimentos

O mercado financeiro é muito amplo e conta com uma infinidade de tipos de investimentos, sendo que diversos deles são excelentes para aqueles que desejam ter uma renda extra todos os meses.

Anúncios



Para começar a trabalhar com este tipo de setor, é muito importante que os interessados aprendam detalhadamente a forma de combinar as aplicações e organizá-las, já que estes itens irão impactar diretamente no lucro final adquirido.

É importante salientar que não existe uma receita pronta sobre como montar uma carteira de investimentos, sendo imprescindível que os investidores avaliem com precisão o seu próprio perfil e também leve em consideração o seu objetivo final.

Carteira de investimentos: o que é

Uma carteira de investimentos se trata de um conjunto de aplicações que um investidor possui para obter rendimentos a fim de conquistar seus próprios objetivos financeiros, também podendo ser chamada de portfólio ou cesta de investimentos.

Sendo assim, uma carteira pode ser composta por ativos de renda fixa e de renda variável. Segundo especialistas no assunto, ela deve ser única, feita exclusivamente para cada um dos investidores, de forma a gerar os resultados definidos individualmente.

Anúncios



Para conseguir ter uma boa renda extra através de uma carteira de investimentos é importante que você considere diversos fatores e a seguir você poderá conferir quais são os principais para que o seu projeto funcione.

Para que serve a carteira de investimentos

A carteira de investimentos nada mais é do que o conjunto de seus investimentos, sendo que ela possui os objetivos que você traça quando começa a investir. Uma das principais vantagens dela é que há possibilidade de obter valorização do seu patrimônio no decorrer do tempo.

Um dos maiores motivos para se realizar uma aplicação financeira é buscar pela rentabilidade do seu capital. Outra serventia é proteger as suas finanças, já que ao efetuar investimentos diversos é possível manter sua vida financeira balanceada e equilibrada.

Além de tudo isso, há a possibilidade de obter uma renda extra, mas esta irá surgir de acordo com a estratégia definida por você quando traçou o seu perfil de investidor.

Anúncios



Estabeleça objetivos

Os objetivos das suas aplicações devem ser definidos criteriosamente, então pense no tipo de retorno que você gostaria de ter e em quanto tempo. Sem estabelecer este tipo de fator, você pode acabar escolhendo estratégias que não correspondam às suas expectativas.

Se o seu objetivo é ter um retorno alto para adquirir itens de grande poder aquisitivo no próximo ano, por exemplo, os ativos de renda fixa não serão indicados porque eles geram retorno de uma forma bem mais lenta.

As definições mais comumente levadas em consideração no mundo dos investimentos no momento de obter renda extra são:

  • Longo prazo: investimentos com duração entre três meses e três anos;
  • Médio prazo: investimentos com duração entre cinco a noventa dias;
  • Curto prazo: investimentos com duração entre um a seis dias.

Determine o seu perfil

Definir o seu próprio perfil de investidor está diretamente relacionado ao risco que você está disposto a correr quando aplica certos valores. Neste momento, deve-se levar em consideração a sua renda, o quanto pode investir e o seu conhecimento sobre o mercado financeiro.

Em outras palavras, saber se você é um investidor agressivo, moderado ou conservador é muitíssimo importante para criar a sua própria carteira de investimentos. Veja a seguir as definições de cada uma dessas classificações:

  • Agressivo: aqui se enquadram aquelas pessoas que desejam obter uma rentabilidade considerada acima da média de mercado, e para tal, estão dispostas a se expor a riscos elevados. Neste caso, é interessante priorizar ativos de renda variável;
  • Moderado: são os investidores que desejam obter uma renda extra maior e aceitam correr um risco médio. Os investimentos mais comuns feitos por este público envolve renda fixa e renda variável;
  • Conservador: são aqueles que buscam segurança e previsibilidade sobre as suas ações, ou seja, correm pouco risco e acabam recorrendo a opções como renda fixa e tesouro direto.

Invista em diversificação

Mesmo que a sua carteira seja elaborada sobre os seus objetivos definidos, é importante que ela seja bem diversificada. No momento que o seu capital é dividido em opções variadas, os riscos acabam sendo reduzidos e a chance de obter uma boa renda extra aumenta.

Sendo assim, se alguns investimentos não estão indo bem, outros poderão compensar a eventual perda. Além disso, optar pela diversificação é uma excelente estratégia para se proteger contra instabilidades econômicas e políticas.

Ao estabelecer o seu perfil de investidor, busque então pelas opções que combinem com os seus objetivos e jamais invista todo o seu capital em um único local, sendo esta uma dica de outro quando se trata do universo dos investimentos.

Flavia Rozinholli

Graduada em Medicina Veterinária, apaixonada por escrita, linguagem e comunicação. Experiência em marketing digital e em redação publicitária para conteúdos de diversos assuntos.