Novidades

Saiba como se inscrever no Cadastro Único

por Flavia Rozinholli 1 de set de 2022

Fazer a inscrição no Cadastro Único é fundamental para todos os brasileiros que desejam ter acesso aos programas do Governo Federal, sendo que este registro também permite a análise das famílias de baixa renda.

Anúncios



É importante destacar que cada um dos benefícios e programas disponibilizados pelo Governo visam atender um público específico, então é necessário seguir a alguns requisitos e manter o cadastro devidamente atualizado.

Para fazer a inscrição, as famílias devem apresentar uma série de documentos de todos os componentes e estes serão analisados. A seguir você poderá saber com maiores detalhes como fazer este processo.

O que é o Cadastro Único?

O Cadastro Único é conhecido por ser um registro que permite ao governo acompanhar quem são e como vivem aquelas famílias brasileiras que são consideradas de baixa renda.

Tal cadastro foi criado pelo próprio Governo Federal, porém, ele é operacionalizado e também atualizado pelas prefeituras municipais gratuitamente. Após a inscrição, os interessados podem tentar participar dos programas sociais.

Anúncios



Nesse ano de 2022, o aplicativo desse registro foi criado, sendo uma forma bastante prática de realizar o pré-cadastro. Trata-se de uma etapa inicial através da qual pessoas não cadastradas possam dar início ao processo.

Sobre o pré-cadastro

O aplicativo Cadastro Único é uma plataforma bastante prática através da qual as famílias interessadas podem fazer o seu pré-cadastro, mas vale mencionar que ainda assim será preciso ir a um posto de atendimento.

Os cidadãos podem adiantar o processo pelo app, que se encontra disponível para download gratuito nas principais lojas de aplicativos do mercado. Ao acessá-lo, basta informar dados importantes a respeito da família.

Feito isso, será necessário comparecer a um posto de atendimento do CadÚnico no seu município dentro do prazo de 120 dias, onde será preciso ceder mais alguns dados e documentações de comprovação.

Anúncios



Cadastro nos postos de atendimento

Atualmente há uma lista de documentos específica da família que deve ser levada ao posto de atendimento do Cadastro Único para que a inscrição seja feita corretamente, pois somente assim será possível conseguir os benefícios.

No local, haverá ainda uma equipe especializada para coletar mais informações relacionadas a família, domicílio, escolaridade, remuneração e trabalho, pois todos estes são importantes para elaborar o perfil da família.

Vale mencionar que o pré-cadastro digital é algo opcional, ou seja, o cidadão pode optar por realizar todo o processo de cadastramento presencialmente no CRAS mais próximo, mas neste caso haverá uma demanda maior de tempo.

Principais benefícios que exigem o Cadastro Único

O Cadastro Único pode dar direito a uma série de benefícios para famílias brasileiras que se encontram em situação de vulnerabilidade social. Confira logo a seguir alguns dos principais benefícios que exigem esse registro:

  • Programa Auxílio Brasil;
  • ID Jovem;
  • Programa Tarifa Social de Energia Elétrica;
  • Carteira do Idoso;
  • Isenção de Taxas em Concursos Públicos;
  • Programa Bolsa Verde;
  • Programa Casa Verde e Amarela;
  • Dentre outros.

Cada um desses benefícios possui os seus próprios pré-requisitos, onde as famílias aptas podem receber valores específicos, como é o caso do Auxílio Brasil. Para saber mais sobre eles, acesse o site oficial do Governo Federal.

Quem pode fazer o cadastro

Como o Cadastro Único dá direito a uma série de benefícios, é necessário que as famílias sigam algumas exigências para que seja possível fazer o pré-cadastro e o cadastro. Veja quais são elas logo a seguir:

  • Famílias com uma renda mensal de até meio salário mínimo por pessoa;
  • Famílias com uma renda superior a comentada acima, mas que desejem contar com algum tipo de programa que precise do registro para a concessão.

É importante destacar que apenas o Responsável Familiar poderá efetuar o cadastro e o pré-cadastro, sendo que o seu objetivo será ceder as informações necessárias sobre os demais componentes para a inscrição devida.

Atualização do CadÚnico

Após feita a inscrição do Cadastro Único, a manutenção correta da qualidade dos dados da família devem ser atualizados obrigatoriamente a cada 2 anos, ou sempre que houverem mudanças significativas no componente familiar.

Você poderá verificar se os seus dados cadastrais se encontram devidamente atualizados ao acessar o aplicativo que já foi comentado nesse post, ou através do site oficial do programa que foi desenvolvido pelo Governo.

Em alguns casos, basta acessar uma das duas vias comentadas e efetuar a confirmação das informações, caso estas não tenham sofrido alterações. Em caso de mudanças significativas, pode ser necessário apresentar novos documentos.

Flavia Rozinholli

Graduada em Medicina Veterinária, apaixonada por escrita, linguagem e comunicação. Experiência em marketing digital e em redação publicitária para conteúdos de diversos assuntos.