Novidades

Saiba quais são as moedas mais valorizadas no Brasil

por Flavia Rozinholli 7 de fev de 2022

Veja agora as moedas mais valiosas no mercado.

Muitas pessoas possuem o hobby de colecionar moedas, porém não se trata de uma atividade tão comum quanto colecionar figurinhas, já que se trata de uma atividade cara e dependendo de alguns fatores, tais itens podem ser muito valorizados.

Anúncios



Aquelas que entram na lista de supervalorização com o decorrer do tempo, são as de edição limitada emitidas pela Casa da Moeda em ocasiões especiais. O preço da moeda pode se elevar ainda mais dependendo da dificuldade de encontrar tal modelo.

Se você tem interesse em colecionar este tipo de item ou até mesmo de vender aqueles que já possui, acompanhe nosso post para conhecer aqueles que são mais valorizados atualmente no Brasil e saiba quanto estes valem no mercado atual.

Moedas comuns, porém, valorizadas

Entre as moedas mais comuns em circulação atualmente, a de 5 centavos (1999), 10 centavos (1999), 25 centavos (1995 – FAO), 50 centavos (2012) e 1 real criada em homenagem aos 50 anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos recebem destaque.

Todas estas foram produzidas em uma tiragem menor, o que acarretou em sua valorização no mercado atual. Se você é colecionador e deseja obter uma destas, veja logo abaixo o valor estimado de cada modelo:

Anúncios



  • Moeda de 5 centavos (1999): seu preço varia entre R$10,00 e R$40,00;
  • Moeda de 10 centavos (1999): pode custar até R$50,00 no mercado;
  • Moeda de 25 centavos criada em homenagem aos 50 anos da FAO (1995): pode custar até R$50,00;
  • Moeda de 50 centavos (2012): seu valor estimado é de até R$700,00;
  • Moeda de 1 real criada em homenagem aos 50 anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos (1998): seu valor estimado é entre R$50,00 e R$200,00.

Moeda brasileira mais valiosa da primeira emissão

Aqui mencionaremos aquelas moedas mais antigas, dificilmente encontradas em circulação atualmente. Estas foram lançadas em uma tiragem muito menor e por este motivo são amplamente valorizadas. As principais são:

  • Moeda de 20 réis (1909): seu valor estimado de mercado é de R$650,00;
  • Moeda de 20 réis (1935): pode chegar a custar até R$5.000,00;
  • Moeda de 50 réis (1931): pode chegar a custar até R$5.000,00;
  • Moeda de 50 réis (1935): valor estimado de R$600,00;
  • Moeda de 400 réis (1914): valor estimado de R$900,00.

Moedas das Olimpíadas

Quando ocorreu as Olimpíadas do Rio de Janeiro em 2016, o Banco Central viabilizou a disponibilização de 36 modelos diferentes de moedas temáticas de R$1,00. Estas acompanhavam desenhos referentes às modalidades de esporte do evento.

Embora esta edição específica não seja considerada rara, ela também foi amplamente valorizada no decorrer dos anos. Dentre todas lançadas, 20 foram destinadas exclusivamente para colecionadores e estas possuem alto preço no mercado.

Já as demais que foram destinadas à circulação comum possuem um valor inferior, podendo valer entre R$2,00 a R$10,00. Porém, a tendência é que com o passar do tempo essas recebam uma maior valorização.

Anúncios



Porque algumas moedas são consideradas valiosas?

Para que uma moeda seja considerada valiosa e seja valorizada com o decorrer do tempo, esta deve seguir a alguns aspectos específicos que dizem respeito à quantidade disponível em circulação, seu estado de conservação e ano de lançamento.

Embora as moedas mais antigas sejam consideradas mais raras e consequentemente mais caras no mercado, aquelas que são recentes também podem ser muito valiosas caso a tiragem em questão seja limitada.

Este é o caso daquelas emitidas pela Casa da Moeda em comemoração às Olimpíadas destinadas exclusivamente para colecionadores. Destas, 4 são de ouro e 16 são de prata, consideradas amplamente valorizadas por aqueles que entendem do assunto.

Como vender?

Se você possui consigo moedas valorizadas e deseja vendê-las para fazer um dinheiro extra, o melhor modo é participar de sites de comércio eletrônico ou de sites específicos destinados para colecionadores.

Com uma busca simples você pode encontrar uma série de anúncios sobre estes itens raros e ter uma base de quanto cada um deles vale. Além disso, fazer um bom marketing sobre o produto poderá ser interessante para facilitar a venda do mesmo.

É muito comum encontrar feira de moeda e selo que ocorrem em determinadas cidades do Brasil, como a feira de Rua do Passeio que acontece no Rio de Janeiro. Outra alternativa é comparecer em eventos numismáticos que acontecem em todo o país.

O que são moedas de colecionador

Geralmente, uma moeda de colecionador é aquela que pode atingir preços elevadíssimos e fatores como ano de emissão e conservação são sempre levados em conta. Aquelas que são mais antigas com poucos exemplares geralmente são destinadas a colecionadores.

Uma moeda que é produzida em ouro é considerada uma peça autêntica de colecionador, nunca indo para circulação comum. Estas geralmente acompanham cápsulas plásticas e se encontram dentro de caixas de madeira.

Aquela moeda que é antiga e trabalhada em prata também pode atingir valores extremamente altos, sendo que sofrerá ainda uma valorização constante, sendo considerada mais uma peça de colecionador devido a dificuldade de encontrar no mercado.

Vale a pena vender moedas valorizadas?

Essa é uma pergunta que deve ser respondida com base em alguns fatores, de forma que dependendo do modelo que você possui, compensa mantê-lo consigo mais algum tempo até que atinja um valor mais elevado, portanto, pesquise bastante antes de vender o seu item.

Flavia Rozinholli

Graduada em Medicina Veterinária, apaixonada por escrita, linguagem e comunicação. Experiência em marketing digital e em redação publicitária para conteúdos de diversos assuntos.